Ponte para a Inovação patrocina turma do Prototipando a Quebrada

Primeira turma do Prototipando a Quebrada

A aula inaugural da formação de jovens aprendizes em tecnologia do projeto Prototipando a Quebrada (PAQ), com apoio da Associação Catarinense de Tecnologia, foi realizada na manhã da última sexta-feira (24) no Centro de Inovação ACATE Primavera. O Programa é realizado desde 2018, com o objetivo de impactar espaços periféricos e de sensibilidade social da Grande Florianópolis por meio da educação tecnológica.

Jefferson Lima, o “Jeff”, CEO e Fundador do PAQ, idealizou a iniciativa a partir de uma vontade sua de ensinar robótica para crianças e adolescentes de comunidades. Jeff aponta que pretende expandir o alcance do projeto: “A turma aberta em parceria com a ACATE tem a participação de 15 jovens, moradores do norte da ilha, que passarão por um processo de imersão com a duração de 6 semanas. A ideia que temos é espalhar mais unidades e espaços de formação de jovens para que eles possam ter um primeiro contato com a tecnologia”, conclui.

Durante a visita ao CIA Primavera, os estudantes participaram de uma conversa sobre a capacidade de transformação que a tecnologia possui. Foto: Divulgação/Prototipando a Quebrada

O Prototipando a Quebrada já formou mais de 200 jovens e impactou mais de 540 famílias. O projeto atua em diversas frentes de educação, entre elas a inserção de crianças e adolescentes no universo da tecnologia, através da jornada PAQ 1.0. No PAQ 2.0, forma-se jovens para aprendizagem profissional em empresas de tecnologia. 

Moacir Marafon, vice-presidente de Talentos da ACATE destaca a importância desta iniciativa de formação de desenvolvedores. “O Prototipando a Quebrada promove o despertar dos jovens para a tecnologia. A ACATE apoiar o projeto significa que estamos plantando uma semente nos jovens para que novos talentos se insiram nesse setor e gerem impacto tanto para suas vidas quanto para o ecossistema”, afirma Marafon.

O projeto é também uma oportunidade para empresas que, por lei, precisam contratar jovens de 14 a 18 anos para a aprendizagem, se conectarem a esses talentos, além de apoiarem causas de impacto social.

A primeira turma, inaugurada no evento do último dia 24 de setembro, é patrocinada pelos recursos obtidos através da venda do livro “Ponte para Inovação”, dos autores e organizadores Daniel Leipnitz e Rodrigo Lóssio. Toda a renda da comercialização do livro está sendo revertida em projetos de formação de talentos na área de tecnologia para pessoas em vulnerabilidade social. A construção da obra foi viabilizada a partir de patrocínios da CTG Brasil, Engie, Únilos Cooperativa de Crédito, ArcelorMittal e Invisto, com o apoio da ACATE e do Sebrae Santa Catarina.

Para as próximas turmas do Prototipando a Quebrada em parceria com a ACATE, empresas também poderão apadrinhar alunos contribuindo com os custos da formação. Após a capacitação, elas terão a oportunidade de contratá-los para a aprendizagem profissional.

Fonte: ACATE

Comment
Name
Email